Leaving Tours
Africa

A captura da essência deste Planeta está associado à alma intrínseca de quem pisou o seu solo, ou de quem consegue pela imaginação recriar variedades de cheiros, cores que causam o verdadeiro impacto indescritível por palavras em qualquer livro.

A sua história rica, leva qualquer viajante ou turista a querer fazer parte da intimidade das suas gentes, sabores, cores como se uma transformação interna acontecesse depois de dançar, comer, suar, dormir ao relento sob as estrelas a ouvir o rugido dos leões ou à beira de um lago, numa tenda na base de uma montanha ou de um deserto. Este sentimento é como um vírus que se instala e que não se conhece a origem, nem se quer terapêutica.

Um dos segredos em África, seja em que tipo de viagem for, no país que escolher é o de perder tempo a olhar o ritmo de vida e a senti-lo, particularmente a indolência do tempo que não tem horas. Nem sempre é um destino fácil, dependendo dos países, das suas estruturas e como se encontra organizada a logistica para receber um turista.

Mais uma vez sugerimos que consulte os nossos consultores, especialistas que cuidadosamente preparam a melhor informação sobre o local a visitar e garantindo que será surpreendido e ficará rendido para o resto da vida a este continente.


SUGESTÕES

Banhado pelo Mar Mediterrâneo e recebendo cada vez mais turistas, Marrocos tem vindo a desenvolver-se a cada dia que passa. Com potenciais cidades como Casablanca, Fez, Meknes, Marrakech entre outras - cidades de grande património histórico e cultural.


Informação Geral

Documentação

Passaporte com validade de 3 meses. À entrada e saída do país será necessário preencher um formulário com os seus dados pessoais.

Idioma

A língua oficial é o árabe, o francês é correntemente falado na maior parte do país.

Diferença Horária

O mesmo horário do que em Portugal Continental.

Corrente Eléctrica

A corrente eléctrica é, em geral, de 220V.

Moeda

O dirham é a moeda oficial de Marrocos, que se divide em 100 cêntimos. A relação aproximada com o euro é de 1 dirham = 9 cêntimos. No mercado estão disponiveís notas de 200 DH, 100 DH, 50 DH e 20 DH. As moedas em uso são de 10 DH, 5 DH e 1 DH. O dirham não pode ser exportado, recomendamos que efectue os câmbios em locais oficiais, deve guardar os recibos das operações, necessários para reconverter a moeda no final da sus estadia.

Clima

Mediterrâneo a norte, temperado a oeste e desértico a sul.

Saúde

Não são requeridas vacinas. Recomenda-se que, sempre que possível, beba água engarrafada.

A Visitar

Não deixe de conhecer o palácio Bahia e os seus jardins luxuriantes que ocupam mais de 8000m2. Construído no século XIX por Si Moussa, grão vizir do sultão, está sumptuosamente decorado com mármores Carrara, tectos com madeiras trabalhadas e azulejos de Tetouan. O Palácio Bahia alberga muitas vezes concertos ao ar livre de música marroquina e andaluz e exposições de arte.

Gastronomia

A culinária marroquina é pródiga na combinação de sabores: legumes e frutos secos, especiarias perfumadas, carnes condimentadas, peixes e mariscos delicadamente preparados. Uma refeição típica marroquina inclui normalmente um Tajine (cozido de carnes com legumes e tomate, cozinhado e servido num recipiente de barro com o mesmo nome) e Cuscuz (sémola cozida no vapor acompanhada de legumes, carne de vaca, frango, borrego, peixe, etc).

Compras

Grande variedade de artesanato. Desde as peles, tapetes, objectos de cobre e madeira às mais variadas especiarias. Os preços devem ser regateados.

Esta ilha africana do Índico, de 61 por 46km, muito bem desenvolvida, tem o maior rendimento per capita do continente.

Com belíssimos resorts à beira das águas quentes e cristalinas do Índico, excelente para mergulho e observação de corais, vela e windsurf, é também um paraíso para amantes de turismo da natureza.

"Obrigatório visitar"

Port Louis é a capital movimentada desta ilha. Sendo um porto franco, tem muitas opções de roupas de marca em lojas com grande personalidade e originalidade.

Trou-aux-Biches e Foc en Flac são as áreas preferidas dos mergulhadores. Rivière Noire é a zona ideal para os amantes de pesca no mar alto.


"O paraíso é impressionantemente belo"

Se está a pensar dar um salto às Seychelles nós encorajamos.

A Natureza ofereceu toda a sua generosidade às ilhas do Índico, que encantam quem as visita e deu a ganhar a reputação de país para ecoturismo.

Paisagens onde se misturam os transparentes verde, azul e branco das suas areias, das suas águas quentes, do céu e das paisagens.

Entre resorts de luxo, também há opções de guesthouses para quem não quer perder a oportunidade de estar junto de tanta beleza natural, excelente gastronomia e quietude.

A visitar: o Jardim Botânico, a Fábrica de Chá e o Jardin du Roi em Mahé.

Guarde o seu tempo para visitar a maravilhosa praia de Grand Anse em La Digue.

Localizado na costa leste de África junto ao Oceano Indico, com a variedade da savana, montanha, praia, lagos, vida selvagem com imagens que pertencem ao imaginário colectivo em imagens oferecidas por filmes e livros.

As misturas de culturas, várias línguas e tribos misturam-se nas aldeias e nas cidades, no dia-a-dia, onde os costumes mais antigos não perdendo os seus aspectos fundamentais se misturam com a modernidade.

Podendo juntar os dois países (Quénia e Tanzânia), os visitantes podem ter a experiência mais inigualável da vida.

Com um clima equatorial e uma temperatura média anual de 24º, este belo país africano junto ao Indico é composto por uma parte continental e outra insular com as ilhas quentes e paradisíacas de Pemba, Zanzibar e Mafia.

É este país único e maravilhoso que tem entre as suas maravilhas o monte mais alto de África, o Kilimanjaro, também o lago de Tanganyka e o Lago Victoria, bem como o Parque Natural de vida Selvagem do Serengueti.

Estas são razões para qualquer pessoa fazer as suas malas e embarcar numa viagem de aventura, lua-de-mel, safari ou simplesmente de descoberta de uma pérola escondida e longínqua.
Um dos países com as "imagens” mais ecléticas, ricos e de tirar o fôlego, de África.

De praias magnificas e areais a perder de vista, às montanhas do Drakensberg, às cidades bem organizadas, às vinhas do Cabo, e à icónica Table Mountain, às planícies e savana, ao deserto do Kalahari, aos Parques Naturais de vida selvagem, aos hipopótamos do Limpopo aos pinguins do Cabo, ao Cabo da Boa Esperança, dobrada pela primeira vez pelos navegadores portugueses e que separa os dois oceanos.

Também neste país encontra enormes contrastes na vida social, sendo que a violência gera índices elevados de insegurança e o regime de separatismo ainda se faz sentir no modo de vida dos sul africanos, em particular nas "townships”, à margem das cidades.

Este país, seco e árido excepto em alguns pontos da Ilha de Santiago e em Santo Antão, recebeu o nome, por um cabo a norte do Senegal, onde a chuva por ser rara é celebrada nas canções, composto por 10 ilhas de origem vulcânica com um dos melhores índices de qualidade de vida e alfabetização, tem 365 dias de sol e mar cálido e transparente, vento, excelente para amantes das actividades desportivas ligadas ao mar, boa culinária e doçaria e sobretudo para ouvir e participar nas suas noites quentes de música (todos os cabo-verdianos, excelentes anfitriões, sorridentes e bem dispostas, cantam, tocam um instrumento e dançam). 

Não deixa aquelas ilhas sem um sentimento de morabeza (que é o que bem se vive, o intenso que se sente e o que fica de intraduzível nesta experiência africana).

Quente em qualquer altura do ano e podendo comprar o visto à chegada às Ilhas, tem diversas opções de escolha de praias de areia branca e excelentes para amantes de desportos náuticos e de descanso (Sal, com as suas salinas, Boavista, e Maio com praias de dunas de areia branca), ou a cidade da Praia na Ilha de Santiago com possibilidade de se deslocar ao Tarrafal, famosa pela sua baía de palmeiras ou pela antiga prisão portuguesa ou ainda à mais antiga capital do país, hoje Património Mundial, a Cidade Velha, passando por São Jorge dos Orgãos. Pode optar pela ilha de São Vicente, cidade do Mindelo, sempre em festa, ilha da música, da dança e de poetas, com belas praias (Baía das gatas, São Pedro e Laginha). 

Da cidade do Mindelo, para além das noites recheadas de música nos hotéis e bares da cidade, aconselhamos uma ida de barco à ilha mais verde de Cabo-Verde, Santo Antão. Qualquer que seja a sua opção, praia e sol, musica e cultura, em todas as ilhas será sempre bem recebido, e poderá apreciar a famosa catchupa, arroz de atum, queijo de cabra e a doçaria (doce de papaia e de leite entre outras especialidades).

Informação Geral

Documentação

Passaporte com validade de 6 meses. Visto obrigatório.

Idioma

A língua oficial é o português.

Hora Local

O fuso horário marca mais 2 horas que em Portugal Continental.

Corrente Eléctrica

A corrente eléctrica é de 220v.

Moeda

A unidade monetária é o escudo cabo-verdiano. O câmbio aproximado é de 1 € = 110.371 Escudos Cabo Verdianos. O euro é aceite de um modo geral.

Clima

O clima é tropical seco. O oceano e os ventos alísios moderam a temperatura com variações entre os 25ºC máx e 20ºC mín. A temperatura da água do mar varia entre 21ºC e 25ºC.

Saúde

Não é obrigatório nenhum tipo de vacina. Aconselha-se que beba água engarrafada. Não esquecer o protector solar e repelente de insectos.

Ao Ar Livre

O kitesurf e o windsurf são prática frequente, graças aos ventos, bem como o surf, o bodyboard e o snorkeling. Os passeios de barco, de pick up e de moto4 são uma constante, assim como o trekking.

A Visitar

Na Ilha do Sal aproveite para coinhecer a Buracona, uma piscina natural deslumbrante encrostada nas rochas junto ao mar, e a Gruta do Amor. Já na Boavista, rume ao ilhéu de Sal Rei, ideal para um dia romântico ou, se preferir, faça um périplo pelas famosas praias, como a de Chaves, por exemplo, e pelo Deserto de Viana. Não se vai arrepender...

Gastronomia

A grande referência é a Cachupa, um prato confeccionado à base de peixe, milho e feijão, ao qual foi introduzido mais tarde vegetais e carne. Para acompanhar a refeição, sugerimos um bom vinho da Ilha do Fogo, finalizando com o típico grogue (aguardente de cana de açúcar).

Vestuário

Roupa leve para o dia e um agasalho para a noite. Chapéu de sol e chinelos.

A menos de três horas de voo de Portugal encontrará um país que lhe oferece a melhor relação exotismo / distância. Encontrará grandes contrastes naturais: 1.300km de costa, com as mais belas praias de areia fina do Mediterrâneo, campos de sobreiros, olivais, vinhedos, oásis de montanha, e as dunas douradas do deserto do Saara. Encontrará um palco de diferentes culturas e civilizações, um país que oferece um passeio de 3.000 anos de história. Encontrará um país com uma gastronomia rica e variada.

Esse país é a Tunísia, e dispõe de um amplo leque de produtos e actividades para os amantes da cultura e da arte, do descanso e bem-estar, dos desportos e aventura.  

Tudo isto aqui tão perto.

Informação Geral

Documentação

Passaporte em vigor com validade mínima de 3 meses, para passageiros de nacionalidade portuguesa.

Idioma

A língua oficial é o árabe , embora o francês seja correntemente falado na maior parte do país.

Hora local

Mais uma hora do que em Portugal Continental.

Corrente Eléctrica

A corrente eléctrica é 220v em todo o país.

Moeda

A unidade monetária é o dinar tunisino, que se divide em 1.000 milimes. 1 dinar tunisino = 0,55€, aproximadamente. O euro pode ser convertido em dinares tunisinos nos bancos, lojas de câmbio do aeroporto ou na recepção dos hotéis. A exportação de dinares está proibida. À saída do país, podem ser reconvertidos em euros 30% do total de dinares previamente trocados, até o valor máximo de 100 dinares. Deve guardar os comprovativos dos câmbios realizados.

Clima

Durante o Outono - Inverno as temperaturas são suaves, cerca de 15ºC durante o dia, arrefecendo à noite. No Verão, o vento marinho atenua o calor nas costas. A Primavera é agradável em toda a Tunísia, com algumas chuvas no norte. O Outono é também agradável, porém as primeiras chuvas aparecem em Novembro.

Saúde

Não são requeridas vacinas. Beba sempre que possível água engarrafada.

Gastronomia

 Entre os seus pratos mais típicos, destaca-se a "chorba" e o "cous-cous". Os seus vinhos são de boa qualidade.

Compras

 Nos "Souks", mercados de rua, podemos encontrar artesanato tradicional, objectos de cobre, de madeira talhada, pele de camelo, cerâmicas e tapetes.   

Situado no Nordeste de África, é mundialmente conhecido por ser o berço da civilização.

Conserva e preserva no seu seio a herança patrimonial da Humanidade que são as pirâmides, templos e as suas múmias.

A par desta herança também guarda uma memória medieval do Cristianismo e do Islão, mostrada nas suas igrejas, mosteiros e mesquitas.

Imprescindível realizar um cruzeiro no Nilo, visitar a incrível capital Cairo, onde se cruza o muito moderno e cosmopolita e o verdadeiramente antigo.

A não perder o vale dos reis em Luxor, no vale do Nilo.
De gentes simples e pobre, mas gentil e orgulhosa, carregado de contrastes, este pequeno país com uma floresta tropical densa e inexplorada, oferece uma intensa variedade de sabores de peixe grelhado com banana frita e fruta-pão, visões coloridas de árvores de fruto e muitas, muitas flores.

As estradas da ilha, algumas em mau estado, escondem praias de água quente e areias vulcânicas entre outras de um branco puro, onde se pode deparar com tartarugas a desovar em cenários inesquecíveis.

O clima é quente e húmido ao longo de todo o ano. Aconselhamos o uso de roupa de algodão, leve e fresca.

É obrigatória a vacina da febre amarela e é também aconselhada a prevenção anti-palúdica, assim como o uso regular de repelente.
Uma viagem a Moçambique faz-lhe descobrir o espírito de África de que tantos falam.

Aqui descobre uma costa maravilhosa, um mar quente e perfeito para mergulho, pescarias de alto mar e vida selvagem no Parque Natural da Gorongosa a Norte.

A não perder uma visita à Reserva dos Elefantes a 120 km a sul da capital, às praias da Ponta do Ouro a sul, às Ihas da Inhaca, Ilha dos Portugueses e Cabo de Santa Maria (a 50 minutos de barco da capital).

Aconselhamos o aluguer de um 4x4 para se deslocar a Inhambane (500km) e descobrir as praias maravilhosas e ainda pouco conhecidas do mundo, junto à costa.

De avião chega ao arquipélago do Bazaruto ou mais longe, a Pemba ou Quirimbas no Norte de Moçambique, onde propomos uma lua de mel inesquecível, ou viagem de prazer dos sentidos pelas belezas naturais das paisagens e do mar quente.
 
Uma visita à Ilha de Moçambique, Património da Humanidade, vai deixar qualquer viajante com vontade de ficar.
 

Angola é sem dúvida um país abençoado pela natureza. É difícil saber qual a sua maior riqueza, entre o seu povo – com toda a sua riqueza cultural, as suas belezas ou riquezas naturais.

Senão vejamos: quantos países se podem orgulhar de reunir no seu território uma variedade tão grande de paisagens, climas… Praias lindíssimas, montes, florestas tropicais, o deserto do Namibe… Junte a tudo isto uma fauna e flora incrivelmente rica e terá um dos destinos turísticos mais promissores de África e do mundo.


ESCOLHA PARA A SUA VIAGEM:
#
PERSONALIZE A SUA VIAGEM
Contacte-nos para obter uma viagem à sua medida
© 2018 - Leavingtours.